Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

Habitável

Hey Anna, bom dia! Então... Você está certa! Fazia tempo né? Mas não é que eu não queira vir aqui, sabe? Eu quero e em muitas proporções! Mas é que escrever aqui e fazer essa releitura de mim mesma, outra vez e de novo e de novo... Que tédio! É uma roda que não gira, quando sua função é girar, sair desse lugar, desse ciclo! E já falamos tanto sobre isso de quebrar ciclos né? E cá estou eu de novo... E a roda que não gira... Aqui chove há dias... Não! Não é lá fora... É aqui mesmo...  E se eu te contar que até gosto e prefiro a chuva, você acredita? Faço um esforço enorme para manter meu tempo aqui assim!  E é como se toda essa chuva, me pertencesse mais e me permitisse ser mais eu em mim, do que aquele calor insuportável, que não aquece, só queima... Então, a última ventania, arrancou as trancas das portas e das janelas da minha alma...  Tenho andado nua e descalça...  E às vezes é bom, não ter o peso das roupas e nem sapatos limitando meus passos, mas quando tudo tem seu ócio, as vezes me falta p…

Últimas postagens

Breve...

Palavras...

Meu melhor amor...

Gostos, texturas, laços, anestesia

Sobre o amor e a água

Dia da Anna...

Eu te amo!

Cacto...

O mar, uma roda gigante, velas e tempestades... De novo Orfeu (Sessão desabafos)

Recomeços...